quinta-feira, 20 de julho de 2017

Abraço no coração

Penso que estamos no mundo à passeio, reencontrando velhos amigos. E é sempre um prazer quando em alguma esquina uma alma querida cruza nosso caminho. É um abraço no coração.

Matéria e Espírito


Que vontade de você
Sinto falta dos seus olhos para mim.
Falta de seu cheiro, do seu gosto, de seu abraço, da sua pele na minha, da minha boca na sua.
Vontade de estar em você.


Havia um vazio em meu corpo. Um buraco negro, literal, clamando você após essas palavras.
E a única palavra, desse pobre vocabulário que encontro, é tesão.
Mas sei que não é só isso. Não posso imaginar coisa mais espiritual do que essa falta de você. Porque não é falta de sexo. É uma falta maior que a falta da carne.
Porque a carne é só o instrumental, para manipular essa energia, que quer lamber olhos, tocar cada centímetro, adorar pés, adentrar axilas, remexer cabelos. Então não é apenas sexo no sexo. É aninhar sexo, abraçar sexo, se deixar envolver. E saber que com o sexo o outro estará completo e nos deixará completo.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Por o pé no mundo

Colocar o pé no mundo, no centro do mundo. E fazer do pé um fetiche, um localizador de prazer. Derramar sobre um pé, mel ou chocolate, adoçar aquele que leva-me aonde quero. Meus pés já  levaram-me embora tantas vezes.
Também fizeram-me correr... de tristezas, dissabores, problemas. E ajudaram-me a escapar, ilesa, das dores.

Pés merecem.
Pés precisam.
Sim, acariciar, beijar, lamber...

Ah, os pés são sagrados, porque ELE lavou todos os pés dos apóstolos, mas então, porque são tão esquecidos? tão desprezados?

Não esquece... pés precisam ser lembrados.





Mas colocar os pés no centro do meu mundo, não significa sacralizá-los.
Porque Pés não se moralizam.
Estão lá, aguardando cuidado. Mas se pisam poeira, se vão ao chão, não merecem perdão?


lava, porque água cura. Lava! porque água pura, limpa e purifica até a alma.


Então pés limpos merecem carinho.
Beijinhos.
Merecem estar presentes, integralmente, para partilhar e aproveitar cada sensação táctil que a vida possa oferecer.
Vai, coloca teus pés na água do mar. Na água da vida. E pisa, anda, corre... em busca da tua felicidade.





'Os teus pés (Neruda)

Quando não posso contemplar teu rosto,
contemplo os teus pés.

Teus pés de osso arqueado,
teus pequenos pés duros.

Eu sei que te sustentam
e que teu doce peso
sobre eles se ergue.

Tua cintura e teus seios,
a duplicada púrpura
dos teus mamilos,
a caixa dos teus olhos
que há pouco levantaram vôo,
a larga boca de fruta,
tua rubra cabeleira,
pequena torre minha.

Mas se amo os teus pés
é só porque andaram
sobre a terra e sobre
o vento e sobre a água,
até me encontrarem'.












segunda-feira, 12 de junho de 2017

Para os amores perdidos

Perdemos o amor projetado
na rotina, quando todos os defeitos se revelaram,
o projeto inacabado de amor
acabou

Eu não sei andar só pelos caminhos,
mas não consigo andar mal acompanhada.
Então prefiro andar só.
Você não se deixa acompanhar.

Acabou... 'como pode um relacionamento terminar assim?', me pergunto... com todo esse amor em meu peito? com toda essa querência em minha alma? com todo esse tesão em meu corpo?
Como pode essa tristeza que me assola?

Ainda és meu amor, ainda que não queiras, ainda que eu negue.

Sinto falta de te desejar bom dia, de saber se teve uma noite boa,
Sinto falta...

Então aproveito pra te dizer do meu amor teimoso

Porque a águia está ferida e sabe que não tem lógica te amar.
E o leão fugiu pela savana
Enquanto o boi rumina novamente sozinho no pasto.

Mas o amor persiste

E as horas se prolongam com a certeza de uma saudade que demorará a passar.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Sua boca de coração

Nunca beijei sua boca
mas se um dia eu beijar
capaz deixar beijar tanta coisa
e se deixar levar para tantos lugares
e beijar cantos e recantos de tua pele
e se deixar sentir e cheirar...

domingo, 7 de maio de 2017

Da inutilidade de viver a poesia

Hoje descobri uma grande conspiração. Que começou nos becos, dobrou as esquinas, tomou as ruas, ganhou as cidades. O mundo inteiro está contaminado pelo vírus da incredibilidade ao amor e a poesia. Conspiraram contra o humano. Disseram que amar era coisa para bobos e poesia para desocupados.
Acabo de descobrir que a conspiração deu certo, que o mundo todo está doente e que eu também estive muito febril, com todos os sintomas da incredibilidade do poder transformador do humano. Até me redescobrir poetisa. Até começar a me encantar...O alimento deste amor é poesia, música, boa conversa e alegria...

'Monólogo de Orfeu (Vinicius de Moraes)

Mulher mais adorada!
Agora que não estás, deixa que rompa
O meu peito em soluços! Te enrustiste
Em minha vida; e cada hora que passa
É mais por que te amar, a hora derrama
O seu óleo de amor, em mim, amada...
E sabes de uma coisa? Cada vez
Que o sofrimento vem, essa saudade
De estar perto, se longe, ou estar mais perto
Se perto, – que é que eu sei! Essa agonia
De viver fraco, o peito extravasado
O mel correndo; essa incapacidade
De me sentir mais eu, Orfeu; tudo isso
Que é bem capaz de confundir o espírito
De um homem – nada disso tem importância
Quando tu chegas com essa charla antiga
Esse contentamento, essa harmonia
Esse corpo! E me dizes essas coisas
Que me dão essa força, essa coragem
Esse orgulho de rei. Ah, minha Eurídice
Meu verso, meu silêncio, minha música!
Nunca fujas de mim! Sem ti sou nada
Sou coisa sem razão, jogada, sou
Pedra rolada. Orfeu menos Eurídice...
Coisa incompreensível! A existência
Sem ti é como olhar para um relógio
Só com o ponteiro dos minutos. Tu
És a hora, és o que dá sentido
E direção ao tempo, minha amiga
Mais querida! Qual mãe, qual pai, qual nada!
A beleza da vida és tu, amada
Milhões amada! Ah! Criatura! Quem
Poderia pensar que Orfeu: Orfeu
Cujo violão é a vida da cidade
E cuja fala, como o vento à flor
Despetala as mulheres - que ele, Orfeu
Ficasse assim rendido aos teus encantos!
Mulata, pele escura, dente branco
Vai teu caminho que eu vou te seguindo
No pensamento e aqui me deixo rente
Quando voltares, pela lua cheia
Para os braços sem fim do teu amigo!
Vai tua vida, pássaro contente
Vai tua vida que estarei contigo!'

segunda-feira, 1 de maio de 2017

A morte do meu amor

Vi este amor nascer
com todo tipo de descrédito.
Mas continuei.

E envolvida em tantas dúvidas,
mentiras,
sempre soube das tuas inconstâncias,
das tuas incoerências.


E estou vendo este amor morrer
com todo tipo de descrédito.
Mas continuo.

E envolvida em tantas certezas,
verdades,

vejo um emaranhado de desconfianças
de atos impróprios.

A morte anunciada do meu amor
será o pior espetáculo dos últimos anos em minha vida...

terça-feira, 28 de março de 2017

Sorria para mim

Eu sorri ao sol
Sei que brilhei.
Você se iluminou no meu sorriso
e ele só se fez porque te vi
És a luz do meu olhar
de mirar o que me faz feliz.
Você é doce, é vida, é cor
E eu me encanto no poder do seu amor.
Então vem, chega mais perto
Para que eu sinta esse seu cheiro de flor.
E alarga ainda mais esse meu sorriso
depois, não esquece,
Sorria, sorria para mim.

domingo, 29 de janeiro de 2017

Sobre o amor

Tudo o que quero é escrever sobre o amor.
Porque tive poucos e intensos, mas dele conheço, porque nele depositei minha alma.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Encantador

Abro meu whats app desejando que apareças, que dê o ar da graça, que me diga que está tudo bem, no Chile, em Guadalajara, em BH, em Curitiba... onde quer que estejas.
E me pego pensando no quanto fico feliz de conversar amenidades, e dar conselhos de como tratar com a mídia, e falar de viagens... e soltar elogios leves e rasgados, sobre como ficas bem nas fotos que me envias.
E é tudo tão pouco romântico. E nada é sensual. Mas é na vida, o que de mais real tenho, embora seja virtual...

domingo, 18 de setembro de 2016

Poema de quem espera

A distância é tanta,
não saberia precisar
talvez um pouco mais que eu poderia percorrer no mapa...
Ela nos separa
por dias, por horas
impedidos de conversar de perto
ver então, sei _ não vai dar.
Mas resta lembrar sempre
para acalmar corações.
Então vá.
Que aqui fico na memória
acho que já fizemos história
porque registrado está.
Mas volte assim que der
porque a urgência é tanta
E se paixão urge em meu peito
se tenho algum direito
Não me mate de esperar.

terça-feira, 5 de julho de 2016

Eu durmo com o inimigo

Não sei quem dorme ao meu lado.
O ser que hora se apresenta,
é, sem dúvida,
O pior dos meus inimigos.

Aquele que diz que me ama
E não me respeita
Diz que quer envelhecer comigo
E aproveita a sua juventude para me enganar

quinta-feira, 31 de março de 2016

Oceano

Vivemos mergulhados em dúvidas,
Nadando em problemas,
Surfando desafios.

Há rios caudalosos,
correntes que querem nos distanciar.
Ondas gigantes, talvez uma tsunami, no nosso horizonte.

Não poderia ser diferente...
Temos idade e histórias somadas, que trazem os destroços das enchentes que vivemos no passado.
Não é possível entrar em uma nova maré, sem os vestígios de tudo o que já vivemos. 
Mas há uma certeza: temos capacidade para realizar juntos um oceano de desejos.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Raro Pássaro

Felicidade é um raro pássaro
que voa, voa _ nunca se cansa
as vezes pára do nosso lado
as vezes foge, não se alcança.
Felicidade tem lindas asas
bem coloridas, pra enfeitar
o lado amargo da dura vida
antes da morte vir visitar.
Não prenda nunca numa gaiola
Aquilo que te fará feliz
Felicidade é liberdade agora
para mais tarde
vir por vontade
ficar contigo pela eternidade.

domingo, 14 de dezembro de 2014

Distâncias

Foi fácil aprender a ficar perto.
Horas...
Elas sempre voaram a teu lado.
Então foi fácil ficar dias.
E os dias se transformaram em semanas e meses...
perto, colado, entrelaçado
Rindo, ficou fácil.
Compartilhando, ficou natural.

Agora estou aprendendo a ficar longe, sabendo que será por algum tempo, mas passará.

Porque meus braços aguardam por teus abraços
E os laços estão unidos, ainda que distantes.

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Vestígios


Acordei com a sensação de que eras apenas um sonho.
Um daqueles sonhos em que não ficamos felizes ao acordar.
Mas haviam vestígios...
Sim, estás em minha vida.
Há fios de cabelo em minha cama, que não são meus...
outros tantos perdidos em minha casa...
Há pequenas peças da intimidade
da nossa intimidade construída
esquecidas em locais estratégicos:
Há camisa atrás da porta.
A mesma porta que me isola do mundo, revela-te a mim. Uma camisa cheia de vestígios do dia, com o cheiro que aproxima e encanta.
Vestígios que me provam que se sonha acordado.  Eles me ligam a você...




quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Milagres

Você faz milagres.
Consegue de mim o meu melhor.
O meu riso mais puro.
O meu abraço mais seguro.
As minhas fantasias se tornam realidade.
E nas viagens ao passado, abro um livro inconfessável
De verdades que escondi até de mim.

Perdi o limite da idade e me vejo menina e mulher.
Por isso quero cantar para você se embalar na melodia
E quando eu declamar, que você se encante de poesia
Eu quero que sinta no meu olhar, que admiro você,
Que confio no teu olhar,
Que acredito na essência que em você se apresenta.

Corro para não chegar atrasada neste encontro com o presente.
Pois quero viver cada momento tão intensamente, que o futuro é hoje, já e agora.
Ser feliz não é plano, é ação.
E o que depende de mim, eu o faço, sem demora.

Você faz o milagre do amor em mim,
Eu quero que no meu beijo
você perceba todo o tesão que me consome
E no meu jeito de amar,
que não é só meu corpo que goza a satisfação junto ao seu
É milagre de alma
E meu espírito fica em paz
quando mágica se faz
ao estar com você.

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

O meu melhor pra você

"Só saberás quem és se tiveres sido amado" Pierre Levy

No 'Fogo Liberador' do filósofo francês, fica claro que quem ama credita ao parceiro as melhores qualidades e se for sensível e inteligente, esse parceiro transforma os desejos do amado em realidade.
Porque amar o outro é, antes de tudo, pacto e coincidência. Pactuar com o que os dois desejam, cuidar para que o pacto seja mantido, se conhecer a ponto de perceber o que em si mesmo foi capaz de encantar o outro e manter as tais qualidades que o outro enxerga em nós.
Para pactuar, é preciso falar do amor que quer permanecer.  Não do amor que vive de aparência. Porque as máscaras caem com o tempo e só continuaremos a ser amados pelo que há de verdade em nós;

Tenho feito esse exercício com você, meu amado.
Você me faz querer ser melhor do que já fui. Mais doce, meiga e amorosa do que em qualquer outro momento da minha vida.  

sábado, 20 de outubro de 2012

Pele Nua

“O amor viola a moralidade”, diz Joseph Campbell no livro O poder do mito. Para o autor o amor é uma espécie de visitação divina, que no entanto não descarta o risco de ferimentos, porque “a dor do amor é a dor de estar verdadeiramente vivo”. Por isso amar exige coragem. 
 


Minha moralidade 'mora ao lado' quando estou amando, porque no universo dos amantes só existe espaço para a liberdade.
Por um amor que viola qualquer moralidade, quero mais é pele nua para sentir tudo o que o amor pode me dar.
A sexualidade plena é como um processo de libertação.

E ser livre hoje perpassa pela minha revisão conceitual do que entendo como prazer.

Eu busco hoje apenas sentir, sentir e expandir os sentidos de busca e de doação.
Então, nessa viagem, onde a senha é tornar o outro o mais amado e desejado dos seres, quero alcançar apenas o paraíso na terra, deixando-me amar e amando sem pudores e sem limites.

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Encanta-me

Quando os olhos se cruzam com alegria tudo sorri.
Então a conversa flui tão natural quanto respirar.
Quando os nossos olhos sorriram
O sinal estava aberto para iniciarmos uma história...